BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


A arqueologia da violência
(Paulo Cézar (resumo do livro de Pierre Clastres))

Publicidade
Continuação do Capítulo 5

Canibalismo

Algumas sociedades não enterram seus mortos, achavam melhor consumi-los. Os Yanomami cremavam seus mortos e depois triturava seus ossos que eram consumidos com purê de banana. “Os Guayaki do Paraguai assam o cadáver desmembrado em uma grelha de madeira”. Toda a tribo consome o cadáver com exclusão de sua família, tal objetivo é integrar os mortos com os vivos.
As tribos sul-americanas não cultuam seus mortos por entenderem que estes devem ser esquecidos. O que se procura é tão-somente estreitar o relacionamento com os ancestrais, essa aliança é de fundamental importância na medida em que fortalece toda comunidade indígena.

Xamanismo e doença

A doença na comunidade indígena não tem uma relação causa x efeito. Ela tem origem sobrenatural. O espírito da natureza é o causador de tal enfermidade. Cabe ao Xamã dizer de onde vem a origem de tal doença, cabe ao Xamã libertar a alma aprisionada de devolvê-la ao corpo do paciente.

O Xamã

O Xamã é sabedor supremo e diferentemente do que afirmam certos etnólogos ele não é um doente mental. O Xamã tem o poder de interpretar sonhos, tem visões que direcionam para a solução de um conflito. O Xamã tem reputação perante a comunidade, ele é adorado por suas habilidades, ele vive entre a cruz e a espada, pode ser tanto adorado como crucificado em decorrência de seus fracassos.
A formação profissional de um Xamã é árdua e tem iniciação com outro Xamã. O Xamã tem forças sobrenaturais sobre o corpo, deve aprimorar tais forças para resolver os problemas que possam aparecer. A árdua tarefa para se tornar um Xamã vai desde jejuns prolongados, privação do sono e transe com drogas alucinógenas. Sabe-se que o esgotamento do corpo é total a ponto do mesmo desfalecer e figurar como se morto estivesse.

Terapêutica, viagem, droga

O Xamã é o viajante que deve sair à procura do espírito que se encontra aprisionado, deve ele, durante essa viagem, trazer esse espírito de volta. A viagem empreendida pelo Xama se dá através de tabaco. Os meios utilizados pelo Xamã vão desde danças, transformações, sucção no enfermo, o sucesso de tal empreendimento acontece quando o doente volta à realidade e o Xamã muitas vezes demonstra fisicamente algo como prova da cura.
Não obstante, o Xamã pode ser chamado para interpretar sonhos, assumir o papel de feiticeiro e até assessorar quanto se está na iminência de uma guerra.



Resumos Relacionados


- Xamã - A História De Um Médico Do Século Xix

- Xamanismo

- Xamanismo, Colonialismo E O Homem Selvagem: Um Estudo Sobre O Terror E A Cura/michael Taussig

- Trailer: Anjos E Demônios

- Shaman King



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia