BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


A ABELHA
(RUDOLF STEINER)

Publicidade
"LE API", raríssima obra em italiano, contém 8 conferências de R.Steiner entre 1922 e 1924 registradas pela sua filha Maria Steiner. Cap. I- No começo já pergunta como a abelha pode por instinto fazer os favos com tanta arte. Como ela distingue células para nascer operária, zangão ou rainha e para mel? Compara a abelha ao homem. Cap.II- A percepção nas abelhas é o segundo debate. Steiner propõe a discussão contando sobre experimentos com luz ultravioleta feitas com formigas e com abelhas concluindo que enxergam outras tonalidades intermediárias e possuem um sentido entre gosto e odor. Müller comenta e pergunta sobre as operárias poedeiras das colméias zanganeiras e a vibração luminosa sem rainha nos 9 dias antes de nascer outra e ainda sobre alimento apícola artificial. O quartzo (hexágono) e o mel de 6 carbonos, alvéolos de seis lados, são assuntos do cap.III. Steiner liga aqui a estrutura da vida com o cristal de quartzo. Pergunta escrita chega sobre a crença de que deviam avisar as abelhas quando morre o seu apicultor porque elas estariam sintonizadas com ele. Steiner repassa ao sr. Müller que conta dois casos em que morrem os enxames, pouco depois do apicultor, sem haver doença ou falta de cuidados do novo apicultor. Steiner volta a falar sobre a ligação mental entre homens e animais. O Cap.IV fala do mel e começa com perguntas sobre o efeito da luz da lua para ter bom néctar e mel. Müller argumenta que há necessidade de mel natural junto com o alimento artificial e Steiner volta a falar das relações do enxame com o apicultor e alguém pergunta sobre fumaça de petróleo para as abelhas. Müller e Steiner confirmam seus malefícios. Outro pergunta sobre os signos zodiacais influirem na produção de mel. Steiner comenta que há falta de estudos científicos, mas, as plantas sofrem a influência e elas produzem o néctar. Cap.V-As casas das vespas. Começam discutindo sobre comer os favos (mel e cera). Steiner compara com as casas dos marimbondos e termina essa conferência falando sobre doenças das abelhas. Cap VI - Veneno das abelhas e o fórmico. Começa a conferência com análise da postura dos ovos da rainha, passa a falar dos componentes misteriosos do veneno das abelhas e seus efeitos farmacêuticos mais os choques das picadas. Müller aborda o reumatismo curado pela apitoxina e casos de mortes pelas pícadas. Termina explicando que o veneno da abelha não é igual ao da formiga. Cap.VII- Ao ácido fórmico. Steiner afirma que a química da pele da Terra, como ser vivo, exige o radical fórmico e se não houver abelhas, aumenta a quantidade de formigas. Cap.VIII- Ácido oxálico, fórmico, carbônico, e sua importância para a natureza. Após observar que onde faltam formigas o telégrafo falha, conclui com o valor dos galhos da árvore de Natal. APÊNDICE - Steiner enquadra o assunto mel e abelhas num campo cósmico, abordando o sexo e o amor e afirma que vespas e abelhas vieram de Vênus. Conclui afirmando que quem vive com as abelhas adquire uma outra harmonia com os demais seres e com o Universo. COMENTÁRIO RAMACHENG - Steiner depois foi colaborador de Hitler e muita coisa nebulosa ficou por trás dessa participação. Até hoje a Sociedade Antroposófica segue os ensinamentos avançados de Steiner. Este livro foi editado pela Soc.Antroposófica de Milão, primeira edição em 1978, e a que eu tenho é de 1982.



Resumos Relacionados


- "aprendendo Com As Abelhas A Viver Em Sociedade"

- A Abelha

- Abelhas

- Criando Abelhas

- Negócios, Governo E Sociedade: Uma Perspectiva Gerencial



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia