BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Analise DA CADEIA PRODUTIVA – FRUTICULTURA E SUAS BARREIRAS COMERCIAIS
(Chirlei Rosa)

Publicidade
No Brasil existem várias cadeias do agronegocio, dentre elas a fruticola, que por tempos não havia sido explorada de forma a buscar alternativas para a obtenção de lucros. No entanto este setor esta se mostrando um quanto tão inovador, ou seja, um mercado que se encontra em expansão, sendo agora considerado um dos setores de maior potencial para o agronegocio brasileiro. Devido ao aumento da exploração do setor, este esta sendo agora afetado principalmente pela competitividade global, no que se encontram atores como grandes empresas e redes varejistas que visam o fortalecimento de suas posições de mercado, que estão ampliando suas estratégias de crescimento através de fusões e aquisições, no decorrer da capitação de maior fatia de mercado.
Com o constante crescimento da exploração da cadeia fruticola brasileira e internacional, há a existência de barreiras tarifarias e não-tarifarias que servem de proteção do pais do excesso de importação desses produtos e outros também comercializados no mercado internacional. Um exemplo da fruticultura é a manga inatura, considerada a terceira fruta brasileira mais exportada (113 mil toneladas) em 2005, com produção de 850.000 toneladas, sendo o nordeste o principal produtor.
 Uma das formas de garantir que as barreiras tarifarias e não-tarifarias empeça a exportação é apoiar-se nos selos de qualidade, principalmente para o setor fruticola brasileiro (certifiado pelo Ibamentro), com reconhecimento no Inmetro.Um exemplo é a manga e a uva produzidas no nordeste.
O subsídio hoje esta sendo um dos temas mais discutidos em congressos e convenções, principalmente subsídios concedidos à agricultores de paises desenvolvidos, no qual este é considerado por paises em desenvolvimento um benéficio para que sejam artifialmente competitivos no mercado externo.
Atualmente subsídios são usados na forma de DUMPING, para conseguir mercado em vários setores da enconomia, alem de barreiras internacionais. No Brasil alguns subsídios existem mais na forma indireta, concedidos pelo governo, principalmente para o credito agropecuário e setores de exportação, com juros diferenciados, só que elevados, o que deixa de ser subsidio. Já nos paises mais desenvolvidos a pratica de subsidio (seguro real) varia de 38% a 100%, dependendo do nível de cobertura do agricultor (EUA), Espanha de 50% a 80% em casos de catástrofes, Chile ate 80% e Colômbia de 20% a 40%.
O pais esta avançando muito na atividade, mas mesmo assim ocupa uma posição no mercado internacional com menos de 1%. No entanto o país sofre com as barreiras sobre taxas e cotas de outros paises, ex: suco de laranja: EUA - 40,7%, EU - 54,9%.
O hemisfério sul representa 20% da oferta mundial, entretanto nossa produção ocorre na entre-safra do hemisfério norte o que permite oferta de produtos frescos. Contudo nossos obstáculos a serem ultrapassados alem de políticas externas são também políticas internas do pais, que não ajudam no ao comercio.Com o dólar respectivamente baixo, ocorre na desaceleração das exportações e funciona como subsidio de importação. Nos utimos anos acarretou em uma perda de metade do PIB brasileiro, ou seja, o custo de 13 usina Itaipu, reduzindo a participação no mercado interno, redução de emprego e acarretando na renda interna o que significa maior consumo e menor investimento. Se caso tivéssemos uma valorização do dólar, atualmente, teríamos um aumento da inflação de 1% no primeiro ano.
Paises ricos tem produção vendida no mercado com 370 bilhoes, o que representa 75% do PIB brasileiro. Um exemplo é a Manga, uma fruta que esta em assençao no mercado internacional.
O grande produtor de manga é a Índia de produziu no mesmo ano 12 milhoes ton., o que representa 48% da produção mundial, em seguida a China 11,8%, México 6,1%, Tailândia 5,4%, Paquistão 3,8% e Filipinas 3,7%. O Brasil produziu 605 toneladas da fruta, um crescimento de 11% em relaçao a 1990.



Resumos Relacionados


- Economia Brasileira Começa Melhorar

- Aspectos Econômicos E Tendências Do Mercado De Painéis A Base De Madeira

- Www.maquinasembalagbens.com.br

- Estrangeiros Terão 40% Do Etanol Brasileiro Até 2015, Diz Unica

- Bareiras Norte-americanas Aos Produtos Do Brasil.



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia