BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Gabriela, Cravo e Canela
(Jorge Amado)

Publicidade
Gabriela nasceu para os leitores em agosto de 1958, quando o romance "Gabriela, Cravo e Canela", do escritor Jorge Amado, foi publicado. Virou musa brasileira, símbolo da sensualidade.
 Fugitiva da seca, coberta de poeira, Gabriela logo revela seus dotes de cozinheira para Nacib.
 No livro, com a expressão moço bonito a jovem Gabriela conquista o seu amado.
Parecia uma demente perdida nos caminhos. Após dezenas de páginas, Gabriela finalmente surge no romance, como uma retirante da seca.
Nacib, namorado e, depois, marido de Gabriela era um brasileiro das Arábias,na definição de Jorge Amado.
Nas traduções, 'garofano e cannella', ou 'clove and cinnamon' Cravo é o cheiro de Gabriela, e canela é a cor da pele da personagem.
 Em 1975, 'Gabriela' virou novela na rede Globo. A atriz Sonia Braga foi a protagonista, e quem dirigiu a adaptação Walter Avancini.
 Ilhéus foi a cidade cenário para as aventuras de Gabriela quando o  romance foi adaptado para o cinema; com Sônia Braga e Marcelo Mastroianni de par romântico.



Resumos Relacionados


- Gabriela Cravo E Canela

- Gabriela, Cravo E Canela

- Gabi Gabriela

- Nanocontagem

- Gabriela, Cravo E Canela



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia