BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Cadê o Tutu, Barão? II
(Carlos Rossi; ?Mega Arquivo)

Publicidade
  Cadê o Tutu, Barão? II
Ele não se afligiu com a derrocada de seu império comercial, ou ainda com o cerco dos credores metidos num buraco de mais de 1 bilhão de dólares e tão pouco com o bloqueio de bens que juntou ou ainda com o naufrágio como condutor do Mappin e Mesbla. Um funcionário do Mappin de 46 anos e 32 de loja, chamado á gerência recebeu um comunicado: estava demitido. Ganhava R$2.440. Sua vaga foi preenchida por um colega de 2 anos de casa e salário de R$414,00. A rede passara para as mãos de Mansur em 1996 após 2 anos de negociações com a herdeira da rede Cossete Alves. Antes era dono da Vigor, Leco e Flor da Nata. Em 1997, arrematou a Mesbla que era concordatária devendo 350 milhões ao Fisco e outros 600 milhões aos fornecedores. Ensaiou comprar a já falida Arapuã e as Lojas Americanas. Ele queria financiamento do BNDES. Foi negado. As vendas do último natal foram frustrantes e sem capital de giro as lojas submergiram em R$1,2 bilhão em faturas vencidas, ações de despejo e mais e 160 pedidos de falência. Em abril e maio daquele ano foram demitidos 1100 funcionários e pelo menos uns 450 tinham créditos a receber. A Lojas Americanas chegaram perto de falir, mas foram salvas, a mesma sorte não tiveram a G Aronson e a Casa Centro que acabaram indo a falência.



Resumos Relacionados


- Cadê O Tutu, Barão? Iii Mansur Deixou Um Rombo De R$400 Milhões

- Mega Memória – Varejo, Fase Difícil

- Www.americanas.com.br

- Www.americanas.com.br

- Mercado De Varejo



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia