BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


A ARTE DA GUERRA (Capítulo V - Autoridade)
(Sun Tzu)

Publicidade
    O capítulo fala das forças normais e extraordinárias dos exércitos, que devem ser combinadas para que surjam grandes possibilidades de se vencer uma batalha. Ainda que uma batalha pareça tumultuada e confusa, ela deve corresponder a uma ordem exata. Inclusive, pode-se tirar proveito da aparente desordem de um exército para atrair o inimigo. O autor afirma que "a ordem e a desordem dependem de organização; a coragem e a covardia, das circunstâncias; a força e a fraqueza, das disposições." 
    Os peritos em guerra devem escolher seus homens de forma a aproveitar ao máximo a habilidade de cada um conforme a situação. Nenhum potencial deve ser desperdiçado.



Resumos Relacionados


- A Arte Da Guerra (capítulo Iv - Disposições)

- A Arte Da Guerra

- A Arte Da Guerra (capítulo Vii - Movimentos Estratégicos)

- A Arte Da Guerra

- A Arte Da Guerra



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia