BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Y - A essência de uma geração
()

Publicidade
Rita Loiola, em artigo publicado na Revista Galileu na edição de outubro de 2009 discorre sobre o tema Geração Y:
"Folgados, distraídos, superficiais e insubordinados são outros adjetivos menos simpáticos para classificar os nascidos entre 1978 e 1990. Concebidos na era digital, democrática e da ruptura da família tradicional, essa garotada está acostumada a pedir e ter o que quer."

Alguém aí concorda com ela?

O fato é que, na minha opinião, chegou-se a um ponto onde não é mais possível e muito menos aceitável que as pessoas continuem vivendo em uma espécie de "Zumbilândia". A necessidade de autorealização e da busca de valores reais para a existência humana está falando mais alto do que a necessidade de cumprir regras, horários e convenções sociais idiotas.
Mais do que contribuir, trabalhar, oferecer, ajudar, obedecer, nós queremos PARTICIPAR, CONSTRUIR, SENTIR...queremos VIVER.

Eu, como exemplar dessa Geração ainda tão julgada e incompreendida, me sinto no direito de botar a boca no trombone sim! Por que se conformar com as coisas do jeito que elas são, apenas acatar as opiniões e ordens de outras pessoas e se anular ao ponto de não saber dar nem um passo fora daquilo que já foi estabelecido? Sim, eu conheço muitos zumbis, e acho que você também deve conhecer alguns...
Sinceramente, não consigo viver sem um propósito maior. E pra mim, o trabalho é sim uma fonte de prazer, mesmo porque se não fosse eu ia arrumar outra coisa pra fazer, mas a questão é: eu preciso de mais!

Eu sou movido a desafios. Pra mim, quando alguma coisa fica fácil perde toda a graça.
Ontem ouvi uma frase de uma pessoa muito próxima a mim que disse assim: "Por que você não sossega? Fica o tempo todo inventando alguma coisa!".
Não, não. Eu não respondi nada. Eu só sorri. Eu podia ter dito "n" coisas, mas como explicar que é simplesmente porque eu estou vivo? Porque estar vivo pra mim vai muito além de ter um coração batendo e o sangue circulando nas veias. Existir é diferente de viver.

Fico sem entender muitas coisas, porque na verdade a Geração Y é a realização de muitas das vontades e discursos das gerações anteriores. A questão é que quando nós chegamos e mostramos que ao invés de propor novas mudanças nós viemos para realmente MUDAR, eles se assustaram. Por um momento até conseguiram me convencer que a minha auto-suficiência e dificuldade de aceitar ordens de qualquer um era um defeito horrível.

Folgado, distraído, superficial e insubordinado. Tá aí. Talez eu seja sim, e você também.
Se for pra ser feliz assim pra mim tá mais do que bom.
Porque na real, é isso que importa. Não é?



Resumos Relacionados


- Inato Ou Adquirido ?

- Somos O Que Somos

- Amor, Passagem Pra Segundo Plno, Minhas Questões

- Livro Do Desassossego

- Será Que Ele Está Mesmo Afim De Você?



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia