BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Sabor de Maboque
(Dulce Braga)

Publicidade
  O livro Sabor de Maboque, conta a história da autora Dulce Filomena Martins Tavares Braga. Em 1996, no Brasil, ao chegar da aula da yoga, na porta da garagem, tem um bilhetinho de seu filho Joaquim, dizendo que tinha deixado uma surpresa para ela. Ao entrar em seu quarto, é surpreendida pelo cheiro inconfundível de Maboque uma fruta angola, típica de sua terra natal. Dulce, assim como sua família, pai, mãe, irmãos, tios e primos, num total de onze pessoas se exilaram no Brasil, fugindo da guerra civil que precedeu a libertação de Angola. A autora conta parte de sua vida (infância e adolescência)  na África, mais precisamente em Angola, na época uma colônia portuguesa.
Conta sobre sua rotina em um colégio interno, com uma disciplina rígida e por vezes burlada pelas  internas, que utilizando um espelho faziam sinais para os rapazes que estudavam no Liceu. Dulce foi interna aos dez anos, e por volta dos 14 anos conheceu através de seus primos Pedro, também estudante e começaram a namorar. Tarefa das mais difíceis para quem era interna do colégio. Em uma das ocasiões Dulce, falta ao encontro porque estava muito gripada, Pedro junto com seus primos faz uma serenata para ela. Como  estava na enfermaria as freiras, não identificaram para quem estava acontecendo a serenata, mais as meninas do colégio sim, isso a tornou popular no colégio. Em meio as suas aventuras adolescentes, a situação política em Angola começa a dar sinais da deflagração eminente de uma guerra civil..  Os confrontos entre UNITA(União Nacional para a Independência Total de Angola), MPLA(Movimento Popular pela Libertação de Angola) e FNLA (Frente Nacional de Libertação de Angola) estavam mais acirrados. Nas festas de fim de ano, volta para Nharês (seu estado de nascimento) e onde a família residia. Em Nharêa seus pais, e tios tem uma grande fazenda, que abriga toda a família. A família,  tem uma vida confortável, porém seu pai um homem muito sensato, resolve que o melhor é fugir para Portugal.Seu pai então, retira todos os diamantes das jóias da família, para que pudessem se estabelecer na nova terra. Para que não fosse confiscados, ele coloca os diamantes em um salto do sapato da esposa, e incumbe a Dulce de vesti-los caso alguma coisa acontecesse a sua mãe. Mais seus planos são alterados, quando a guerrilha confisca o avião, para o retorno de soldados. Sem saída é socorrido por parentes que moram no Brasil, e enviam passagens para todos. A vinda para o Brasil, foi um golpe de sorte, uma das  parentes que estavam no Brasil, comenta com uma amiga sobre a aflição de seus familiares, e esta mesma amiga intercede junto a autoridades da Varig e providencia o retorno de todos. Muito rapidamente, Dulce se adapta ao jeito de viver dos brasileiros, negando sua raiz africana. Somente quando seu filho Joaquim, lhe dá o Maboque, se permite dividir com todos, suas raízes, suas lebranças, seu apego a família e os horrores da guerra.



Resumos Relacionados


- Mayombe

- Predadores

- Nos Brilhos

- 15 Curiosidades De Angola

- Brasil D´angola



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia