BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Cada relação é diferente da outra
(David Niven)

Publicidade
Muitas vezes temos boas relações com a maior parte das pessoas, sendo que com outras mantemos relações problemáticas que podem desencadear em sentimentos confusos. Podemos nos frustrar, por exemplo, quando um temos um conflito com um de nossos irmãos, mas nos damos bem quando tratamos com o resto da família. Aí começa um dilema: “devo mudar para agradar esse irmão?”. Claro que não, porque não é mesmo possível ter relações positivas com todas as pessoas. Elas são muito diferentes, e têm sentimentos complexos, tentar entender e agradar à todos seria perda de tempo. O mais importante é aproveitar a satisfação que nossas boas relações nos trazem e tentar administrar, da melhor maneira possível, esses relacionamentos negativos para que eles não nos façam mal, e nem nos deixem com a auto-estima em baixa. Não se trata de uma falha de personalidade nossa se nossas maneiras irritam uma pessoa. Cabe à ela questionar-se porque se deixar irritar, muitas vezes por algo que nem tem tanta importância. A capacidade de ser feliz nos relacionamentos é limitada, e devemos entender que as relações são tão diferentes quanto o número de pessoas com quem nos relacionamos. (Livro: 100 segredos das pessoas felizes – David Niven)



Resumos Relacionados


- Os 100 Segredos Das Pessoas De Sucesso

- Competencias: Sociais E Pessoais

- O Valor Da Auto-estima

- Auto-estima

- Homens E Mulheres



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia