BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Babel
()

Publicidade
O filme babel conta-nos a história de uma arma, que foi dada por um japonês a um marroquino, que numa brincadeira de dois rapazes marroquinos quase mata uma norte-americana em Marrocos, e depois é vendida. Alem disso, o filme mostra-nos ainda a fronteira dos Estados Unidos com o México, onde uma criada aventura-se numa viagem assustadora com os filhos do casal norte-americano. Enquanto isso, no outro lado do planeta, no Japão, uma menina muda e surda, filha do antigo dono da arma, tenta superar a morte de sua mãe e o preconceito. Ou seja a historia de uma arma que origina uma cadeia de eventos em quatro famílias de diferentes países do mundo. Unidos pelas circunstâncias, mas separados por continentes, culturas e línguas, cada um descobrirá que, no extremo, é a família que fornece conforto. O filme, que é dirigido por Alejandro González Iñarritu, mostra através de um acidente que é ponto de relação entre histórias paralelas: A tensão entre um casal, as angústias da adolescência, as amarguras da vida dos pastores marroquinos, o sacrifício da emigração em busca de uma vida melhor. Juntamente com as barreiras linguísticas e culturais que abrangem esses três continentes, aborda o tema da globalização. Por isso o nome do filme: a história da Torre de Babel descrita na Bíblia mostra como a incomunicabilidade entre os homens os impede de chegar aos reinos dos céus, como nesta longa-metragem. Babel não é um filme sobre linguagem, é um filme sobre o que faz a linguagem. Mostra-nos que somos aquilo que fazemos, as palavras que dizemos, mas também somos aquilo que a geografia da palavra faz de nós. É por este facto que o filme é um retrato tão duro e incisivo sobre a comunicação no mundo actual, ou melhor, a falta dela. Mas não se limita a evidenciar diferenças culturais. Os problemas que Babel põe em causa vão desde a política (a Embaixada Americana mostra-se mais interessada em acusar terroristas e publicitar o incidente nos noticiários do que a enviar uma ambulância para socorrer a norte-americana atingida por uma bala) até um conjunto de mal entendidos e preconceitos. Coloca-nos, sem misericórdia, perante uma revoltante realidade. Mas mostra-nos também a possibilidade de luz, na força que a empatia tem de derrubar barreiras que parecem intransponíveis. Os momentos mais tocantes de “Babel” são os instantes em que, os seres humanos atravessam essa ponte que os separa do outro: quando Amelia fala com Mike e Debbie em espanhol e eles, entendendo-a, lhe respondem em inglês; quando, a um nível humanamente básico de entendimento, uma idosa acalma a dor de Susan; quando Chieko transmite toda a sua vulnerabilidade a um estranho; ou quando Richard e Susan se reencontram no limite da fragilidade.  Torna-se importante encontrar o ponto comum na mensagem de Babel. O filme tenta meter “o dedo muitas feridas da sociedade”. Tenta mostrar que a globalização, apesar de ter muitos aspectos positivos, é uma arma que mal utilizada trás muitas consequências negativas, como por exemplo, a fácil circulação de armas que deveriam ser utilizadas para a nossa segurança, e que acaba por tornar a aldeia global muito mais insegura. Já para não falar que a informação circula muito mais rapidamente e é muito mais fácil movimentarmo-nos noutros países, mas que apesar dessa rapidez, quando há interesses pelo meio, toda essa facilidade é utilizada para satisfazer esses interesses e não para satisfazer as necessidades dos cidadãos. No que toca esse ponto o filme quase que se torna anti-americano. Mas se tudo isto se deve à falta de comunicação, então podemos concluir que a globalização é uma arma importante mas que tem de ser acompanhada com uma boa comunicação, ou seja mais importante que a tão sonhada aldeia global é a comunicação global. 



Resumos Relacionados


- Babel

- O Mundo De Babel

- Babel

- Babel

- Para Sempre (the Vow)



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia