BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Tabaco
(Dr. Adérito Tavres)

Publicidade
Planta da família das solanáceas, originária da América. Possui raiz fibrosa, talo pubescente, folhas grandes, flores vermelhas em cacho e fruto em cápsula.
O alcalóide contido nas folhas do tabaco é a nicotina, que influi de maneira desfavorável sobre o sistema nervoso, podendo em doses elevadas provocar uma paragem respiratória.
A proporção deste alcalóide nas folhas é variável conforme o tipo de tabaco, sendo o utilizado para fumar o que contém cerca de 3% de alcalóide. As folhas de melhor qualidade são empregadas para os charutos, nos quais a folha externa deve apresentar bom aspecto.
O tabaco usado para mascar é curado e preparado de modo especial.
O tabaco em pó ou rapé é preparado com os restos do tabaco de fumar, molhados em água salgada e submetidos a uma fermentação com amoníaco.
A área geográfica do cultivo do tabaco é muito vasta, desenvolvendo-se mais e rendendo mais nos climas cálidos. A humidade do ambiente deve ser muito elevada sendo as terras negras, férteis, profundas e frescas as mais adequadas para o seu cultivo.
A colheita das folhas do tabaco é realizada de baixo para cima, em três ou quatro etapas que são: folhas inferiores, folhas médias (qualidade máxima), material principal (a maior parte) e finalmente as folhas altas.
Depois da colheita, as folhas são alinhadas em cordões e são submetidas á secagem natural ao sol ou ar livre, podendo também dar-se a secagem artificial.
Quando a nervura central da folha está seca é considerado que o tabaco está pronto, sendo amarrado em grandes fardos. Estes fardos são submetidos a uma fermentação principal onde se desenvolvem aromas e corantes, e a fermentação posterior.
No fim de fermentado, o tabaco á armazenado durante um ou dois anos para conseguir a melhor qualidade.
Antes da elaboração de qualquer tipo de tabaco para consumo, o tabaco recebe normalmente um tratamento no qual são acrescentados essências, aromatizantes e substâncias estimulantes.
A sua pequena história revela, que quando Colombo chegou ás Antilhas, observou como numerosos índios aspiravam a fumaça produzida por umas folhas que eles chamavam de tabaco. Uns faziam cachimbos, outros enrolavam as folhas, também o mastigavam ou aspiravam em pó pelo nariz.
Supõe-se que o tabaco era utilizado pelos nativos destes tempos com fins religiosos, medicinais ou tóxicos.
Os Espanhóis importaram o tabaco para a Europa no início do século XVI, onde logo foram estabelecidas plantações, e o tabaco se estendeu por todo o Mundo.
Na Europa, foi utilizado no estilo dos índios americanos, fumando-o em cachimbos ou em forma de cigarros, mastigando-o ou aspirando-o pelo nariz (rapé).
Os cigarros são oriundos da Turquia, e até ao século XIX, não se generalizou o seu uso pela Europa e América.



Resumos Relacionados


- Fumar Reduz Fertilidade

- Nicotina Contra Larvas

- O Dia Mundial Sem Tabaco

- Por Que O Tabaco Faz Mal à Saúde

- Mercado De Tabaco E A Luta Contra O Tabagismo



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia