BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


D. Dinis
(André Torres)

Publicidade
Rei de Portugal de 16.2.1279 a 7.1.1325, nasceu em Lisboa a 9.10.1261 e morreu em Santarém a 7.1.1325.
Filho de D. Afonso III e da Rainha D. Beatriz, reinou durante 46 anos. Casou-se em 1282 com Isabel de Aragão, a Rainha Santa, que lhe deu dois filhos (fora do matrimónio teve seis).
Normalizou as tensas relações com a Santa Sé, após longas negociações de que resultou a concordata de 7.3.1289, e com Castela, com quem celebrou o Tratado de Alcanizes em 1297.
Protegeu a agricultura, a pesca e o comércio, alargou o pinhal de Leiria, desenvolveu a Marinha, disciplinou a administração económica através de diversas inquirições.
Fundou a Ordem de Cristo e criou em Lisboa a Universidade.
Adoptou o português como língua oficial e publicou a lei segundo a qual os fidalgos não perdiam nobreza se exercessem actividade agrícola.
Cultivou a poesia, fazendo reacender a chama trovadoresca, restando da sua autoria 138 composições, sendo 76 de amor, 52 de amigo e 10 de maldizer, contando-se entre elas uma de “mal-maridade”, que foi um tema provençal muito raramente tratado na poesia galaico-portuguesa.
No seu reinado foi construído o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, em Coimbra.
Os seus últimos anos foram perturbados, primeiro pela tentativa de seu irmão em ocupar o trono e depois pela fogosidade insofrida de seu filho herdeiro D. Afonso IV.



Resumos Relacionados


- Os Cancioneiros Medievais

- D. Afonso Henriques

- Conheça Mais Sobre Inês De Castro

- Mulher (s) E Monarca (s)

- Afonso I De Portugal



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia