BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Já aconteceu... e se espalhou
(Padre César Alberto dos Santos)

Publicidade
"Já aconteceu ...e se espalhou" é um livro que traz a vida do carisma de todos os que fazem as Fazendas da Esperança, uma instituição católica, surgida no início dos anos 80, na pequena Guaratinguetá, no interior de São Paulo. Nele, o Padre César relata, com a propriedade de membro da Família da Esperança, toda a história de quem chegou no bairro do Pedregulho para mudar a história do lugar, dos paroquianos, da cidade e porque não dizer do conceito de recuperação para aqueles dados como sem jeito, gente perdida: o Frei Hans Stapel, um alemão que fez seminário em Petrópolis, ordenou-se e foi trabalhar na Baixada Fluminense e que um dia, pelo substituto do seu superior que havia viajado, fora transferido para Guaratinguetá, precisamente para a Paróquia de Nossa Senhora da Glória. No livro, ele conta para o Padre César todo o sofrimento que aquela ordem lhe causara: a vontade de ser desobediente, embora fosse Franciscano; o desejo de continuar na Baixada, a tentação de deixar tudo e retornar para a Alemanha e recomeçar a vida de uma outra forma. Conta-nos as ponderações feitas e a sua recolocação diante de Deus para assumir a atitude do Frei e do Padre que era naquele momento. Juntou seus poucos pertences e foi à Guaratinguetá, onde Deus, segundo ele, reservava-lhe grandes coisas, grandes conversões, histórias de liberdade. É um livro narrativo muito bom, embora peque nas concordâncias verbais, de vez em quando, e nas construções de algumas frases, mas não é por isso que deverá deixar de ser lido, pois o seu autor, um homem que vive na cadeira de rodas desde os 19 anos, por causa de uma leucemia, pesquisou muito e buscou ser o mais fiel possível àquilo que seus entrevistados lhe contaram, além de que ele é, também, parte da história, pois a acompanha e faz parte das Fazendas desde o início dos anos 90, dando a vida pelo outro, doando-se pela causa daqueles que buscam a liberdade através do Evangelho. Não deixe de ler e se familiarize com este carisma que foi reconhecido pela Igreja em maio de 2010 como o Carisma da Esperança, ratificado pelo Papa Bento XVI que ordenou aos seus membros para que "sejam embaixadores da Esperança e a levem até os confins do mundo."



Resumos Relacionados


- Padre Zezinho

- Correio Braziliense

- São Frei Galvão é Finalmente Canonizado

- Equipes De Nossa Senhora

- Ainda Existe Esperança



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia