BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Da decadência ao sucesso do UFC
()

Publicidade
Desde a sua criação, em 1993, nos Estados Unidos, o Ultimate Fighting
Championship (UFC) transformou-se um sucesso de público e de televisão,
revolucionando o modelo que até então era usado para os realities shows.
Tornou-se também alvo de criticas e debates sociais, devido à natureza violenta
do espetáculo. Depois de muita polêmica
e protestos, O UFC experimentou uma fase de decadência,
tendo sua exibição restringida à tevê paga, através do canal da DirecTV e
reduzindo bastante sua audiência. A estratégia de seus criadores para manter viva a indústria de eventos
de competição esportiva foi implementar um processo de reformulação do
campeonato por etapas para dar maior aceitabilidade ao UFC.Entre as mudanças
mais marcantes estavam a criação da supervisão de comissões atléticas para administrar
cada categoria e as novas regras instituídas. Assim, o polêmico UFC abandonava o slogan there are no rules (não há regras) e passou a denominar-se mixed martial arts (artes marciais
mistas), uma modalidade criada pelo Brasil e Estados Unidos para o novo
esporte.

Ainda assim, o torneio seguia mergulhado em sua fase drástica, sendo
realizado em pequenas cidades dos Estados Unidos e levando seus realizadores às
portas da falência, até o ano de 2001, ano da ressurreição para o evento.

Os empresários Frank e Lorenzo Fertitta, do Station Casinos, de Nevada,
e o promotor de boxe, Dana White compraram o UFC e a competição foi realizada
novamente com sucesso em Las Vegas, ganhando grandes patrocinadores e
retornando triunfal para a TV à cabo norte-americana.

De Las Vegas para o mundo, o grupo empresarial passou a apostar em
grandes torneios realizados em cidades e points turísticos atraentes, a exemplo
do glamouroso Cassino Trump Taj Mahal, em Atlantic City (Estados Unidos) e a
MGM Grand Garden Arena (em Las Vegas) e países como a Austrália e o Brasil.

A primeira luta de artes marciais mistas na Tevê a cabo foi realizada em
junho de 2002, pelo The Best Damn Sport Show, no canal Fox Sports, e logo
depois, os melhores momentos das disputas do UFC passaram a ser exibidos pelo
canal Feature Story News. O grupo passou também a investir na venda de DVDs.

Outra estratégia de mercado da UFC para garantir sua hegemonia na indústria
de eventos esportivos estilo reality show foi indiscutivelmente a compra da
World Extreme Cagefighting, da Pride e da Strikeforce, sua maior concorrente.
WEC. Em 2007, a PRIDE Fighting
Championships (Pride FC, que
surgiu em Tóquio, no Japão) foi comprada e extinta. Em 2010, foi a vez do World
Extreme Cagefighting (WEC) ver-se fundida ao UFC.

A também norte-americana, Strikeforce (com sede na Califórnia, promove
torneio de artes marciais mistas e kickboxing), foi comprada pelo UFC há dois
anos e seu futuro é incerto.

Fique por
dentro de tudo que acontece no mundo do MMA - www.mmanaveia.com.br



Resumos Relacionados


- A Popularidade Dos Eventos De Mma E Os Realities Shows De Luta

- Os Torneios De Mma Na Atualidade

- Rorion Gracie, O Brasileiro Criador Do Ufc

- Ufc, O Maior Campeonato De Lutas Mistas Do Mundo

- Saiba Mais Sobre Ufc



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia