BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Dr. Costa Simões
(Manuel Augusto Dias)

Publicidade
O Doutor António Augusto da Costa Simões foi um prestigiadíssimo médico, professor e político. Embora fosse natural da Mealhada, iniciaria as suas funções profissionais no concelho de Ansião, como Clínico do Partido Médico das Cinco Vilas. Para além da saúde pública preocupou-se também com a expansão do ensino primário na região centro do país. O primeiro estudo monográfico sobre as Cinco Vilas é da sua autoria e ainda se lê com muito interesse, 145 anos depois de ter sido publicado. Mais tarde, tornar-se-ia Professor da Universidade de Coimbra, seu Reitor, Presidente da Câmara de Coimbra e Vice-Presidente da Câmara de Deputados. Em 2002/2003, comemorou-se festivamente o 1.º Centenário da sua morte. O Município da Mealhada conjuntamente com a Comissão das Comemorações do Centenário da Morte do Doutor Costa Simões, levaram a efeito vários eventos.As actividades comemorativas iniciaram-se no dia 26 de Novembro de 2002, data do 99.º aniversário da sua morte, na Santa Casa da Misericórdia da Mealhada, prosseguiram no segundo semestre de 2003, com sessões no Luso, Mealhada e Coimbra, e concluíram-se em 6 de Março, em Chão de Couce, com o lançamento da edição fac-similada da Topografia Médica de Cinco Vilas e Arega (1860) (que contou com o apoio financeiro das Câmaras Municipais de Ansião, Alvaiázere e Figueiró dos Vinhos), uma Exposição alusiva ao Centenário da Morte do Dr. Costa Simões (no Salão Polivalente da Junta), e uma Dupla Conferência, a 1.ª proferida pelo Dr. Nuno Salgado sobre a A Vida e a Obra do Prof. Doutor Costa Simões, e a 2.ª, por quem escreve estas linhas, sobre O Prof. Costa Simões e as Cinco Vilas. António Augusto da Costa Simões nasceu na Mealhada, a 23 de Agosto de 1819. Em 1835, matriculou-se nas Faculdades de Filosofia e Matemática, frequentando o curso preparatório para Medicina, da Universidade de Coimbra, Faculdade que passou a frequentar em 1838, terminando o seu Curso em 1843 (ao longo de todo o Curso revelou-se um brilhante aluno, tendo recebido no 3.º ano um dos prémios grandes da Academia). Mais tarde (1847) voltaria à Universidade, com o objectivo de fazer o Doutoramento, que concluiria no dia 16 de Julho de 1848.Pouco depois de terminado o Curso foi provido no Partido Médico das Cinco Vilas e no de Figueiró dos Vinhos (onde se manteve entre Agosto de 1843 e Setembro de 1847, de forma ininterrupta, e depois desta data nos intervalos do serviço universitário). O Dr. Costa Simões chegou a ser Membro da Câmara dos Pares do Reino, eleito pelo Colégio Científico. Foi também Presidente da Câmara de Coimbra, no ano de 1854 e no biénio 1856-1857, tendo sido o responsável por importantes melhoramentos locais e reformas económicas, de que são exemplo a criação dos Cemitérios e o 1.º projecto de abastecimento e canalização de água da cidade.O exercício da sua profissão faz pensar nele como um sacerdote da Medicina, que foi capaz de aliar as práticas populares de cura à ciência, conforme amplamente exemplifica na sua Topografia, ou seja, não descurou a medicina popular arreigada nos costumes locais, quando achava que ela, em certas circunstâncias, poderia ser eficaz. Normalmente, só os sábios (dos Homens e da Ciência) procedem desta maneira.O Instituto de Coimbra, de que foi fundador, elegeu-o, em 1852, seu Sócio Honorário; foi fundador da Sociedade Literária de Coimbra; em 7 de Dezembro de 1852, foi nomeado Físico-Mor do Estado da Índia (mas desistiu do cargo por razões pessoais); em 1 de Julho de 1860 tornou-se Sócio Honorário do Recreio Literário Português do Rio de Janeiro; no dia 28 de Junho de 1862 tornou-se Sócio da Academia Real de Medicina de Turim; em 1 de Fevereiro de 1866 foi nomeado Sócio Correspondente da Academia Real das Ciências de Lisboa (já era Sócio desde 23 de Março de 1857); por Decreto de 3 de Outubro de 1866 foi agraciado com a Comenda da Ordem de Santiago (mas pediu licença para recusar); no dia 6 de Fevereiro de 1867, tomou posse, como Presidente do Instituto de Coimbra; foi ainda Sócio Correspondente da Sociedade de Antropologia Espanhola de Madrid, Sócio Honorário do Instituto Pernambucano, Presidente Honorário da Sociedade União Médica do Porto, membro benemérito da Sociedade Farmacêutica Lusitana e Comendador da Ordem da Rosa, do Brasil.Faleceu na sua casa da Mealhada no dai 26 de Novembro de 1903.



Resumos Relacionados


- Chão De Couce ? Estudo Monográfico

- Chão De Couce ? Estudo Monográfico

- Claúdio Manoel Da Costa

- António José Da Silva

- Tancredo 1º Presidente Civil Eleito No Colegiado



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia