BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Cada Um O Seu 4.o Mundo 2 (chacun Son 4ème Monde 2)
(Abdelmalek El mimouni)

Publicidade
Cada um o seu 4èmè mundo (2.a parte)

o flanco direito desta artéria é ocupado
por edifícios tem dois e três andares, um
terreno de desporto razoavelmente mantido e um
de grande escola. Não disse que esta lugar
é única! Uma outra característica de
esta rua é que (comerciantes) são-o mais
numerosos que aqueles que não o são. É
tão extremamente éreintant atravessar-o.
Alguém tinha-me dito que é suficiente que
aponta-se-se tem-se uma extremidade, ele imobiliza-se e
deixa-se a onda humana transportá-los
até tem-se a outra extremidade. Para dizer-vos todo,
é a equimose, groin, o gésier, a angina
desta cidade capital. Um povo sempre
que cresce lá vida em completa anarquia e
perpétua anastomose. Tem-se a impressão que
a rua dilata-se sempre ligeiramente mais para
absorver-o. Golpes de buzina repetidos, o autocarro
para-se em cheio meio da estrada, o
rapaz do café que limita traz uma bandeja
recipiente utensílios e bebida, o recebedor
mete-se obstinadamente entre os passageiros
apertados para servir-se um tasse.On redémarre.
sempre que encontro-me à esta lugar,
uma ideia mim vem tem o espírito, se Rambrand,
Chagal, o Cid, V.Hugo ou Lafontaine
tiverem o privilégio de conhecer, ver ou visitar
esta avenida não seria que uma vez,
teriam deixado ao nosso mundo recente um
património cultural, gigantesco, de longe
superior tido o seu estado actual. Ibn Batouta
teria sido preenchido e Lamartine negado.
Impossível com efeito não encontrar lá; um
matéria tem reflexão que torna a imaginação
mais fértil e revitalizando o virtuosité.On
observa aqui, mesmo as horas tardias do
prejudica, centena de pessoas passear-se, em
feito, este bairro não dorme totalmente nunca,
pratica-se o sono por bordado, tanto os
casas (peças) etroites e os ocupantes
nomeux!
o veículo continua a sua estrada, abandona-se
o quarto mundo e aborda-se um troço
de estrada ou; os fogos vermelhos são concentrados
e ingénient acumular um grande número de
meios de transportes possíveis. Seguidamente, de largos
edifícios sem andares limitam a estrada. Uma água
abundante e jaunatre ultrapassa dos esgotos e
canalizações no entanto em bom estado. O ar é
irrespirable tem causa dos produtos químicos
que o polluent.La calçada encombrée de
bouses, saletés animais, palhas e outro.
pensá-lo Todo deixa que estamos próximos de
tanneries, matadouros ou bouviers.On passa sob
uma velha ponte, naufraga intermináveis em
alinhamentos de edifícios de todos os tipos. Seguidamente um
palácio que contrasta com qualquer o que cerca-o.
Bem definido e terminado, é épanouissement
mesmo da arquitectura, jardinage e do
decoração, o extase quoi.Une pisa de pessoas,
funcionários puros produzidos da democracia há emprega para o bem-estar dos
cidadãos e como geralmente, neste tipo
de lugar, os fabricantes de automóveis de
de grande classe uma vez mais teve êxito a
etaler aqui as suas tecnologias. Trainée
de fumo grisatre mais de densa escapa
que mantem do autocarro, a aceleração é iniciada
assina da melhoria do estado da estrada
ele entra no primeiro mundo.
enormes montras decoradas e luisantes
limitam a calçada, dos passeios limpos e
largos, dos edifícios tem fronteamentos inteiramente
em vidro reflexivos cegam-nos,
raspados nuvens para não dizer raspados
ciels em grande número. E, por último dos painéis
publicitários que narguent. Aqui, qualquer leva o
arranha do gosto, o prestígio, é realmente um
possibilidade de poder atravessar, passear-se,
entrar e sair sem visa.Le barulho de portas
e da mecânica cessou, rola-se sobre o
seda. Em alguns momentos será o
terminus.On tem assim visitar vários mundos
sem ter a gastar de dinheiro, de passar a noite
e fazer o rabo na frente de uma embaixada para
poder viajar.



Resumos Relacionados


- Chacun Son 4ème Monde 2

- As Ideias Pretas ?parte 2? (les Idées Noires "part 2")

- Cada Um O Seu 4.o Mundo 1 (chacun Son 4ème Monde 1)

- Cada Um O Seu 4.o Mundo 1 (chacun Son 4ème Monde 1)

- O Lago Dos Sinais! (le Lac Des Signes !)



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia