BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Educação E Desenvolvimento Social No Brasil
(Luiz Antônio Cunha)

Publicidade
Livro escrito sobre a política educacional desenvolvida no período da ditadura militar brasileira pós-64, sob a égide do binômio desenvolvimento e segurança, proposto com grande ênfase pelos governos militares brasileiros da época. Nesta obra, o autor propõe que a escola não apenas inculca a ideologia dominante nos estudantes oriundos da classe trabalhadora, mas, também, e contraditoriamente, traz ganhos reais para estes. Complementa tratando a questão das diferenças culturais entre as classes, com a premissa de quea cultura da classe trabalhadora é heterogênea e contraditória, abrangendo desde os princípios difusos da crítica da ideologia dominante e a elaboração de uma nova, até concepções mágicas da realidade social. Quanto ao conceito de Desenvolvimento, é possível afirmar que estecorrespondeao nome dado às transformações que um organismo sofre, fazendo-o passar de uma fase à outra. A partir deste conceito tomado de empréstimo à biologia, Cunha realiza umaanalogia com os processos ocorridos nas sociedades humanas, indicando queé possível a identificação de espécies de sociedades e formular as leis que regem as transformações em cada espécie. É possível investigar o papel que as diversas dimensões sociais têm no processo de desenvolvimento. Em suma,o autor concentrou-se no estudo de um dos papéis que têm sido atribuídos à educação para o desenvolvimento, no nível ideológico, investigando, também, as (im)possibilidades práticas de sua efetivação.Como acepções atribuídas à Educação, destaca: - política estratégica capaz de intensificar o crescimento da renda.
- política pública capaz de produzir modernização-Estratégia política voltada para construir uma sociedade justaA educação é tratada pelo Estado, no Brasil, Como a luz capaz de iluminar toda uma imensa região da vida social deixada sombria pelo desenvolvimento econômico. É como se o desenvolvimento econômico não tivesse as repercussões sociais esperadas como seu resultado automático.Por último deve-se observar que para Cunha,opressuposto de que a educação não está, ou não pode estar ligada à ordem que produz as desigualdades é falso. Porque a educação não está franqueada a todos, existe grande desigualdade na qualidade da educação.



Resumos Relacionados


- O Processo De Constituição Da Educação Como Setor.

- Teoria Do Capital Humano

- Rawls, Socuedade Bem Ordenada E Educação

- Escola E Democracia (polemicas De Nosso Tempo) Um Resumo Cuidadoso

- Educação Inclusiva: Limites E Possibilidades



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia