BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Beasts Of No Nation / Feras De Lugar Nenhum
(Uzodinma Iweala)

Publicidade
Feras de Lugar Nenhum
Uma guerra civil na África ou guerra do tráfico numa favela do Brasil? O livro de estréia do escritor de origem nigeriana Uzodinma Iweala, de 23 anos, ganhou os prêmios Young Lions Fiction e o Discover Great New Writers. Iweala narra o embrutecimento de um menino em meio a violentas disputas entre facções rivais num país não-identificado.

De uma hora para a outra, a vida do menino Agu vira de cabeça para baixo: a paz da aldeia em que vive com seus pais e sua irmã é rompida com a chegada de uma milícia liderada por um homem louco e cruel. Sozinho, afastado de sua família, Agu é obrigado a matar para não morrer ao ser recrutado como o mais novo soldado do grupo, presenciando os horrores de um conflito que não compreende. E se tornando parte deles.

Feras de lugar nenhum é o livro de estréia de Uzodinma Iweala, de 23 anos. Este livro já ganhou prêmios como o Young Lions Fiction, promovido pela Biblioteca Pública de Nova York, e o Discover Great New Writers, na categoria ficção.

Nesse romance, seres humanos são reduzidos a seus aspectos mais primitivos, tornando-se ?feras? que promovem a violência e a morte. Ao escolher Agu como narrador da história, Iweala potencializa os horrores presenciados e promovidos pelo menino: é sua voz infantil que nos conduz pela guerra e seus horrores; é ouvindo suas hesitações e pudores de criança que assistimos à sua transformação de menino-que-quer-ser-engenheiro a menino-monstro. A inocência de Agu vai sendo encoberta por assassinatos, estupros, saques e toda sorte de atos criminosos que sofre e que executa. Tornou-se um soldado e cumpre o seu dever, mas ainda se lembra dos ensinamentos da mãe e fica confuso: como pode agora matar sem vomitar ou desmaiar como nas primeiras vezes e continuar temendo a Deus e querendo ser um bom menino?
Usando uma linguagem de estruturas simples e até repetitivas mas, ao mesmo tempo, contundente, vigorosa, cheia de som e cores ? ?uma escrita rápida como uma bala e arrebatadora como uma batucada africana?, como diz o escritor José Eduardo Agualusa no texto de orelha do livro ?, Iweala reforça o contraste entre inocência infantil e violência, imprime um ritmo vertiginoso à narrativa e abre espaço para uma surpreendente empatia entre leitor e personagem. O mais impressionante em Feras de lugar nenhum é como o leitor se mantém, do início ao fim, solidário com o menino Agu. Nós vamos acompanhando sua brutalidade crescente, mas continuamos a querer que a guerra acabe e que ele fique bem e, se possível, feliz. Fomos capazes de lhe perdoar todas as violências cometidas?
Em Feras de lugar nenhum, Agu sonha com coisas muito diferentes: matar os homens que fizeram sua família desaparecer, carregar uma arma de verdade, ter o que comer amanhã, passar a mão na bunda da moça que serve bebidas, ser uma árvore gigantesca, fazer o homem que mora na lua sorrir, encontrar sua mãe, voltar pra escola e se tornar, enfim, um engenheiro. Nessa mistura de sonhos, surge um novo e talentoso escritor, que atinge seus leitores não apenas com uma história difícil de ser esquecida, mas com perguntas ainda mais difíceis de serem respondidas: somos capazes de perdoar a qualquer um todas as violências cometidas?
Esse ?lugar nenhum? de feras capazes das piores atrocidades pode ser num país da África, como sugere o livro, repleto de detalhes de uma cultura muita rica e própria, mas suas fronteiras são muito mais amplas e podem chegar até nós, até o Brasil, por exemplo, com seus pequenos assassinos, soldados do tráfico, ladrõezinhos com um 38 na mão. Crianças violentas e violentadas, que se parecem muito com Agu. Mas, diferentemente de Agu, não conseguimos olhar para elas tempo suficiente. Que dirá lhes perdoar massacres e chacinas.
O impacto desse primeiro romance de Uzodinma Iweala é também sua universalidade incômoda.



Resumos Relacionados


- Feras De Lugar Nenhum

- Feras De Lugar Nenhum

- Beasts Of No Nation

- Beasts Of No Nation

- Muito Longe De Casa Memórias De Um Menino Soldado



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia