BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Primeiro Amor (premier Amour)
(Ivan Tourgueniev)

Publicidade


Recorda-se-se sempre do seu primeiro amor. .Ivan Tourgueniev nós em facto aqui a ilustração

Vladimir Pétrovith, homem de quarenta anos, recorda-se o seu primeiro amor ?que não foi um amor banal?. É o verão 1833 perto de Moscovo; estamos na casa de campo alugada pelos seus pais. Oposto da casa de campo emménage uma princesa désargentée e vulgaire. Tem uma rapariga, Zinaïda Zassekine, idosos de 21 anos, que se cerca de um tribunal de candidatos solteiros; brinca-se dos seus sentimentos, em jovem mulher volage e caprichosa. O pai Valdimir que fez um casamento de razão e que permaneceu bonito rapaz é indiferente à vida de família e avara de marcas de ternura em relação aos mais seus fios. ?Toma que podes, mas deixas-lhe nunca tomar; pertencer-se único soi-même, ser o seu próprio mestre, aí está todo o segredo da vida?

É que professa aos mais seus fios.
Vladimir Pétrovitch pode crer um momento que é preferido da princesa.
Passa por todos os affres do amor como é o caso quando o amor não é assegurado do seu objecto. Mas a jovem mulher acantona-o ao papel croquignolet de página. É contudo certo de uma coisa, a princesa alterou: ?Gosta?. E a sequência fará apenas confirmar que narrateur deixou entender: o seu ?primeiro amor? mantem uma ligação com seu pai.

O épilogue nos saber que o pai (que deveu, viver lá o seu último amor) morrer-lhe -á atrasado alguns anos, assim como Zinaïda e que a morte por conseguinte reunirá os amantes. Narrateur precisa que não provou nenhum ressentimento em relação à seu pai (?pelo contrário a minha consideração para ele ainda tivesse-se aumentado?) como se o amor filial tivesse sido mais forte, como se, basicamente, o jovem homem tivesse estado feliz de compartilhar por último uma coisa com seu pai, e não mais menor: mais bonita e mais intensa que está-se direito de esperar nossa de curta e pobre existência.

?Actualmente que as sombras da noite começam a envolver a minha vida, que permanece-me de mais fresca e caro que a lembrança deesta trovoada matinal, primaveril e fugaz? ?



Resumos Relacionados


- Premier Amour

- A Noite Dos Tempos (la Nuit Des Temps)

- Como Fica-se Amoureux (comment Devient-on Amoureux)

- O Capitão Fracasse (le Capitaine Fracasse)

- Possessões (possessions)



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia