BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


A Princesa De Clèves (la Princesse De Clèves)
(madame de Lafayette)

Publicidade
A duquesa da Lorena, trabalhando à paz, também tinha trabalhado para o casamento do duque da Lorena os mais seus fios. Tinha sido concluído com a Sra. Claude da França, segunda rapariga do rei. Os casamentos foram resolvidos para o mês de Fevereiro.
Contudo o duque de Nemours tinha residido em Bruxelas, inteiramente preenchido e ocupado das suas intenções para a Inglaterra. Recebia havia continuamente correios: as suas esperanças aumentavam todos os dias, e por último Lignerolles ele manda que era de tempos que a sua presença viesse terminar o que assim era começado bem. Recebeu esta notícia com toda a alegria que pode ter um jovem homem ambicioso que é levado ao trono pela sua única reputação. O seu espírito accoutumé insensivelmente à grandeza desta fortuna e, ao lugar que ele tivesse rejeitado primeiro como uma coisa onde não podia chegar, as dificuldades tinham-se apagado da sua imaginação, e não via mais obstáculos.
enviou em aplicação em Paris dar todas as ordens necessárias para fazer uma tripulação magnífica, a fim de parecer na Inglaterra com uma fenda proporcionada à intenção que havia, e acelerou-se ele mesmo vir ao tribunal para assistir ao casamento do Sr. da Lorena.

chegou a véspera dos compromisso; e, a partir da mesma noite que chegou, foi dar conta ao rei do estado da sua intenção, e receber as suas ordens e os seus conselhos para o que permanecia-lhe fazer. Foi seguidamente nas rainhas. A Sra. de Clèves não havia, de modo que não o viva não e não saiba mesmo que tivesse chegado. Ele tinha ouï falar este príncipe todos como que tivesse feito melhor e de mais agradável ao tribunal; e sobretudo Sra. a Golfinha ele tinha-o descreve de uma espécie, e tinha-lhe falado tanto de vezes, que tivesse-lhe dado da curiosidade, e mesmo da impaciência vê-lo.
passou todo o dia dos compromisso nela a fazer-se face, para encontrar-se a noite ao baile e o banquete real que se fazia à Louvre. Quando chegou, admirou-se a sua beleza e o seu ornamento; o baile começou e, como dançava com o Sr. de Modo, fez-se bastante um grande barulho para a porta da sala, como alguém que entrava, e à que ele fazia lugar. A Sra. de Clèves terminou de dançar e, tempo procurava olhos alguém que tinha intenção de tomar, o rei ele gritou de tomar o que chegava. Girou-se e vive um homem que creu primeiro não poder ser único o Sr. de Nemours, que passava excesso alguma sede para chegar onde dançava-se. Este príncipe era feito de uma espécie que era difícil não ser surpreendido vê-lo quando nunca não se tinha-o visto, sobretudo esta noite, em que o cuidado único tivesse tomado fazer-se face aumentava ainda o ar brilhante que estava na sua pessoa; mas era difícil também ver Sra. de Clèves primeira vez sem ter uma grande admiração.

o Sr. de Nemours foi surpreendido tanto da sua beleza que, quando estêve próximo deela, e que fez-lhe révérence, não pôde impedir-se dar marcas da sua admiração. Quando começaram a dançar, ascendeu na sala um murmúrio de elogios. O rei e as rainhas recordaram-se que nunca não se tivessem visto, e encontraram algo de singular ver-o dançar juntos sem estar a conhecer-se. Chamaram-o quando terminaram, sem estar a dar-lhes o lazer de falar à ninguém, e interrogaram-lhes se não tivessem efectivamente desejo de saber que eram, e se não se duvidassem não.
« Para mim, senhora, diz o Sr. de Nemours, não tenho incerteza; mas como a Sra. de Clèves não tem as mesmas razões para adivinhar que sou que o que tenho para reconhecer-o, quereria efectivamente que a Vossa Majestade teve a bondade ensinar-lhe o meu nome.
Creio, dito Sra. a Golfinha, que sabe-o também bem vocês sabe o seu.
Asseguro-os, senhora, retomei Sra. de Clèves, que parecia ligeiramente embaraçado Adivinha bem extremamente, respondeu Sra. a Golfinha; e há mesmo algo de cortês para o Sr. de Nemours a não querer confessar que conhece-o sem nunca ter estado a ver-o estado. »
a rainha interrompeu-o para fazer continuar o baile; O Sr. de Nemours tomou a rainha Golfinha. Esta princesa era de uma perfeita beleza e tinha parecido tal no entender do Sr. de Nemours antes que for em FLANDRES; mas, de toda a noite, pôde admirar apenas Sra. de Clèves.



Resumos Relacionados


- A Princesa De Clèves (la Princesse De Clèves)

- The Princess Of Cleves

- La Princesse De Clèves

- Princesse De Clèves

- A Gata Borralheira



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia