BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


É mesmo perigoso brincar com o ocultismo ?
()

Publicidade
OS JOVENS se interessam realmente pelo ocultismo? Um grupo de pesquisadores descobriu a resposta a essa pergunta entrevistando estudantes em 115 escolas de ensino médio. A pesquisa revelou as seguintes estatísticas: mais da metade dos entrevistados (54%) disse que estava interessada no ocultismo e no sobrenatural, ao passo que um quarto (26%) disse que estava “muito interessado”. esquisadores para a Universidade do Alasca, em Anchorage, relatam: “Nos últimos anos, multiplicaram-se . . . os artigos de jornais e revistas sobre a suposta explosão de atividades relacionadas a seitas satânicas.” Especialistas dizem que não há evidência concreta que apóie a alegação de que o satanismo está se propagando entre os jovens. Mesmo assim, não há dúvida de que muitos jovens se interessam por certas facetas do satanismo e do ocultismo, mesmo que esse interesse seja apenas superficial. Por esse motivo, alguns jovens talvez se perguntem: ‘Qual é o perigo de apenas brincar com o ocultismo?’ Para responder a essa pergunta, vamos dar uma olhada nos caminhos que levam os jovens a ter o primeiro contato com o ocultismo. Um artigo na publicação U.S.News & World Report observa que “as crianças e os adolescentes de hoje têm acesso e se expõem a uma grande variedade de imagens e informações — desnorteantes e muitas vezes perturbadoras — que há 20 anos não se podia imaginar que existiriam”. A curiosidade leva muitos jovens a ler livros e revistas, a ver vídeos ou a navegar na Internet à procura de matérias com esse conteúdo. De acordo com o serviço de notícias on-line da BBC, programas populares de TV que apresentam feitiçaria e vampirismo “incentivam o interesse das crianças em feitiçaria, segundo se crê”. Canções heavy metal propagam a violência ou conceitos demoníacos. O colunista Tom Harpur escreveu no jornal The Sunday Star, de Toronto: “Tenho de dar o mais forte alerta possível acerca do que está acontecendo. . . . Jamais vi algo tão depravado. As canções estão obcecadas por loucura, possessão, demônios, sangue, maldições, violência de todo tipo, incluindo estupro, automutilação, assassinato e suicídio. Morte e destruição, profecias funestas, a negação de tudo o que é bom e a aceitação de tudo o que é hediondo e mau — estes são os temas.” Escutar esse tipo de música realmente contribui para um comportamento destrutivo? Com certeza contribuiu no caso de um jovem de 14 anos nos Estados Unidos que matou a mãe a punhaladas e depois se suicidou. As paredes do seu quarto estavam repletas de pôsteres de músicos de heavy metal. Mais tarde, o pai do jovem suplicou: “Digam aos pais que vigiem o tipo de música que os filhos ouvem.” Ele comentou que uma semana antes de matar a mãe, o rapaz insistia em cantar uma canção de rock “sobre sangue e matar a mãe”. Há também os role-playing games (jogos de representar papéis), que permitem aos participantes representar papéis de feiticeiros e outros personagens do ocultismo. Muitos desses jogos apresentam violência demoníaca. No entanto, o instituto de pesquisa Mediascope relata: “Estudos mostram que a preferência por música heavy metal pode ser um forte indício de alienação, dependência química, problemas psiquiátricos, risco de suicídio . . . ou padrões de comportamento que põem em risco o jovem, mas a música não é a causa desse comportamento. Presume-se que os adolescentes que já estão lutando contra essas coisas talvez sejam atraídos pela música heavy metal porque as letras expressam seus sentimentos problemáticos.” Nem todos os pesquisadores concordam na questão dos perigos de ouvir músicas satânicas. Contudo, expor-se a vídeos, músicas e jogos satânicos que destacam a violência ou a autodestruição só pode ser prejudicial. Para os cristãos, o contato mesmo que superficial com o ocultismo representa um perigo ainda maior. Qual o conceito de Deus sobre o ocultismo? Em 1 Coríntios 10:20, o apóstolo Paulo aconselhou os cristãos: “Eu não quero que vos torneis parceiros dos demônios.” Quem são exatamente os demônios e por que é tão perigoso envolver-se com eles? Em termos simples, os demônios são anjos que escolheram obedecer a Satanás, o Diabo. Satanás significa “opositor” e Diabo, “caluniador”. Segundo a Bíblia, esse ex-filho angélico de Deus tornou-se um opositor e um caluniador quando escolheu rebelar-se contra Deus. Com o tempo, persuadiu outros anjos a juntar-se a ele nessa rebelião. Esses se tornaram demônios. — Gênesis 3:1-15; 6:1-4; Judas 6. Jesus chamou Satanás de “governante deste mundo”. (João 12:31) Satanás e seus demônios têm “grande ira” por sua destruição estar bem próxima. (Revelação [Apocalipse] 12:9-12) Não é de surpreender que os envolvidos com os demônios descubram que eles são cruéis. Uma mulher no Suriname, criada numa família que praticava o espiritismo, viu pessoalmente quanto os demônios ‘gostam de torturar as suas vítimas relutantes’. Envolver-se, de qualquer modo que seja, com essas criaturas espirituais perversas é extremamente perigoso! Foi por isso que no passado Deus ordenou que seu povo, os israelitas, evitasse todas as práticas relacionadas ao ocultismo. “Todo aquele que faz tais coisas é algo detestável para Jeová”, alerta Deuteronômio 18:10-12. Os cristãos também foram alertados de que os que “praticam o espiritismo” serão destruídos por Deus. (Revelação 21:8) Deus condena o contato mesmo que superficial com o ocultismo. “Cessai de tocar em coisa impura”, ordena a Bíblia. — 2 Coríntios 6:17.



Resumos Relacionados


- Orixás, Caboclos E Guias, Deuses Ou Demônios?

- Ele Veio Para Libertar Os Cativos

- Cuidado: Fantasy Games!

- Diabo, Anjos Decaídos E Demônios

- O Lado Negro Do Heavy Metal



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia