BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Pa Kua - A Arte das Oito Mutações
(Sérgio Murilo de Souza)

Publicidade
Pa Kua – A Arte das Oito Mutações





Pa Kua
significa “Oito Mutações”. Sendo um conhecimento que passa a idéia que existem
oito caminhos para cada situação, seria como olhar um quadro sob oito aspectos
diferentes. Por isso dizemos, que cada pessoa faz o seu próprio “kua”, ou seja,
pode escolher o seu próprio caminho.

O Pa Kua não
possui uma forma ou regras, ele está sempre em mutação assim como a natureza. Pode
ser utilizado e adaptado a qualquer coisa.

Existem várias
lendas sobre o surgimento do Pa Kua. A mais conhecida é a do imperador Fu Hsi.
No ano de 3.000a.c Fu Hsi, que observava a natureza com cuidado e atenção, caminhava a longo
do Rio Amarelo quando ele viu uma tartaruga saindo da água. Naturalmente ele a
observou com atenção; e compreendeu que a sabedoria vinha quando se observava a
natureza atentamente. As tartarugas são animais significativos na cultura
Chinesa, pois o domo de suas carapaças representa o domo do céu e seu fundo achatado
a terra, assim a tartaruga parece incorporar o cosmos. Nas costas desta
tartaruga, Fu Hsi visualizou os oito trigramas que dariam inicio ao estudo do
Pa Kua.Outra lenda fala que ao invés de
tartaruga poderia ser um animal com corpo de dragão e cabeça de cavalo e ele
teria visto os trigramas nas costas da criatura.

São atribuídas
a Fu Hsi também as invenções da escrita, do matrimônio, a arte da costura e os
primeiros relatos sobre a Medicina tradicional Chinesa. Que mais tarde
começaria a ser desenvolvida pelo o seu sucessor o Imperador Cheng Nong (2.838
a.c) que também começou os estudos sobre as plantas curativas.

Tais lendas podem ser confirmadas em baixos relevos
encontrados no interior da China. Apesar da dificuldade de se datar um objeto
desprovido de carbono com a idade de 5000 anos, outros sistemas de datação, que
não o Carbono 14, podem datar com eficiência objetos que tenham a sua origem há
bilhões de anos (o limite do Carbono 14 é de 3000 anos). Há certas pedras que
podem ser datadas entre 40.000 e 50.000 anos a.C. São eles seixos descobertos
na China em camadas geológicas, que foram datadas com exatidão. Estes seixos
apresentam três linhas: geralmente duas linhas contínuas e uma linha quebrada.
Não têm origem natural, foram trabalhadas e são denominadas TRIGRAMAS.

Não importando
qual a verdadeira versão da lenda o importante é que Fu Hsi viu ali a chave
para explicar todas as coisas e deixou um legado para os seus sucessores que
trataram de continuar os estudos sobre os tais trigramas.

Mais tarde
outros filósofos viram que juntando dois trigramas eles conseguiriam outros
significados, assim nascendo o I Ching. O livro possuiu três autores, conde
Wen, Duque Chou e o mais famoso o filosofo Kung Fu Tsé que teve o nome ocidentalizado
para Confúcio.

Através do Pa
Kua e do I Ching muitas leis da física de hoje, principalmente sobre espaço e
tempo, já existiam naquela época graças a esses conhecimentos.

O pesquisador Jacques Bergier "puxou as orelhas"
dos historiadores da ciência "que poderiam muito bem ter descoberto e mais
cedo do que pensam: as leis fundamentais do universo se tivessem prestado mais
atenção nos orientais”. Albert Einstein, em carta para J.E. Switer (1953) exibe
comentário bem semelhante às elucubrações de Jacques Bergier.

Fora o I Ching outros
conhecimentos foram formados a partir do Pa Kua como o Feng Shui e o estilo de
Kung Fu, Ba Gua Zhang que foi desenvolvido por Dong Hai Chuan no começo do
século XIX. Aparentemente ele aprendeu esta arte de mestres taoístas e budistas
nas montanhas da China rural.

Enquanto tais
conhecimentos estavam sendo desenvolvidos com base nos Oito trigramas (Pa Kua),
o conhecimento em si continuava sendo passado de pai para filho de forma oral.
Ainda que a medicina chinesa teve seu primeiro livro no ano de 256a.c o Huang
Di Nei Ding Su Wen e, o I Ching começou a ser escrito entre o ano 3.000 e
2.000a.c. O Pa Kua conseguiu continuar sendo passado de forma oral até os dias
de hoje.

Talvez este
seja um dos fatos dele ter sobrevivido à ditadura de Mao Tsé-Tung que iniciou
no ano de 1949. Ele mandou queimar qualquer coisa que tivesse ligação com a
filosofia e a espiritualidade da antiga China. Tal ditadura durou até o ano 1980
quando os governantes aceitaram os ensinamentos de Confúcio incluindo o I
Ching.

Foi nessa
época da ditadura que o Mestre I Chang Ming foi exilado na Coréia, aonde mais
tarde veio a conhecer o Mestre Rogelio Giordano e após um tempo passou-lhe o
conhecimento.O Mestre Giordano no retorno ao ocidente criou a “Liga
Internacional de Pa-Kua” e começou a difusão do conhecimento.





Afinal o que são os trigramas?



Os trigramas são junções de três
linhas, onde encontramos linhas separadas( __ __) e linhas juntas ( ____ ).As
linhas juntas representam o yang ou a emoção, a elevação, a força, o movimento
e as linhas quebradas representam o yin ou a depressão, a fraqueza e a
quietude.

Essas linhas lembram o sistema
binário inventado por Wilhem Leibnz que mais tarde, quando estudou o I Ching,
ficou maravilhado com a semelhança. Basta substituir as linhas inteiras por 1 e
as cortadas por 0 e assim o I Ching vira
uma rudimentar tabela dos números binários.

Depois estas linhas foram colocadas
em pares, assim nascendo os quatro bigramas, após os bigramas, foram feitos os trigramas,
através da adição de uma linha e assim pudemos começar a representar acontecimentos
da natureza .

Agora vamos falar um pouco sobre cada Trigrama ou cada mutação:

1. Ch’ien
/ Céu / Pai

























Três linhas sólidas são utilizadas
para simbolizar o céu.O céu é forte e tem um poder divino para promover um
infinito espaço para acomodar tudo. Usar três linhas sólidas para representar o
céu é muito apropriado, por este ser o responsável pelo “grande início”.

2. K’um / Mãe / Terra





Três linhas quebradas são utilizadas para
simbolizar a terra. A terra é um objeto gigante. É o corpo que suporta a vida
humana e o cemitério para a morte. É considerado suave e receptivo, porque ela
pode tratar varias punições com tolerância.

3. Chen / Trovão / 1º Filho



Duas linhas cortadas no topo e uma linha sólida,
simbolizam o trovão. As duas linhas cortadas no topo possuem uma imagem de luz e
a linha sólida em baixo simboliza a elevação. Assim é a imagem da luz que
golpeia no alto de uma montanha.

4.Sun / Vento / 1º Filha





Duas linhas sólidas no topo e uma cortada em
baixo simboliza o vento. As duas linhas sólidas representam o céu e a energia. A
linha cortada representa a terra. Portanto, é a imagem do céu e da energia se
aproximando da terra. O vento é invisível e nós só podemos justificar a sua
existência olhando o topo das árvores se movendo.

5. K’na /
Água (Lua) / 2º Filho







As duas linhas quebradas e no
meio uma linha contínua simboliza a água. As duas linhas quebradas representam
as depressões da terra (nascentes dos rios). A linha contínua no meio
representa o movimento. Isto cria a imagem da água que flui em um rio. Além
disso, este kua representa também a lua.

6. Li / Fogo
(Sol) / 2º Filha



Uma linha quebrada entre duas linhas contínuas
simboliza o fogo. As duas linhas contínuas indicam o movimento do fogo. A linha
quebrada é o centro do fogo que é imóvel. Além disso, este kua
representa também o sol.





7. Ken / Montanha / 3º Filho



Uma linha contínua no alto de
duas linhas quebradas simboliza a montanha. A linha contínua representa a
elevação e as duas linhas quebradas inferiores representam a terra. Assim esta
imagem é uma montanha elevada acima da terra.

8. Tui / Lago
/ 3º Filha





Uma linha quebrada acima de duas linhas contínuas
simboliza o lago. A linha quebrada superior é água e



Resumos Relacionados


- Feng Shui

- Linhas De Força In: Física

- I Ching - O Livro Das Mutações

- O Que é Tetrâmetro Iâmbico?

- A Impressão Mecânica



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia