BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Macário
(Álvares de Azevedo)

Publicidade
Esta é uma peça de teatro de Álvares de Azevedo, passada em dois atos.No primeiro ato o estudante Macário chega a uma taverna para passar a noite e começa a conversar com um estranho. Este estranho revela ser Satã e leva-lhe a uma cidade, possivelmente São Paulo, pois na narrativa não fica muito claro. A cidade era caracterizada pela devassidão, era povoada por prostitutas e estudantes, onde Macário tem uma alucinação envolvendo sua mãe. Macário, acorda na pensão e a empregada reclama que ele dormiu logo após comer, portanto, é muito provável que tenha tido um pesadelo. Ele acha que foi tudo um sonho, mas ambos vêem pegadas de pés de cabra queimadas no chão. O segundo ato, que passa-se na Itália, e ao invés de esclarecer a história, acentua a confusão. Macário e outros estudantes aparecem em cena, confusos, deprimidos e em busca do amor puro e virginal. Seu amigo Penseroso acaba matando-se por amor, enquanto Macário está bêbado. A peça então acaba com Macário sendo levado por Satã a uma orgia num bar, que parece ser resíduo do conto Noite na Taverna.



Resumos Relacionados


- Manoel Antônio Álves De Azevedo

- Biografia De Álvares De Azevedo

- Biografia De Álvares De Azevedo

- Vida E Obra De Álvares De Azevedo

- A Corja



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia