BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Cada Dia Mais Distantes da Paz
(Paulo Roberto)

Publicidade
Cada dia mais distantes da paz

Paulo Roberto I

Não existe assunto mais importante e atual que a paz; diuturnamente contemplamos nos diversos veículos da mídia a civilização inteira do planeta a desejar, a reclamar e a reivindicar paz.
Palavra tão pequena, mas de aparente impossibilidade de torná-la prática. Isso porque nesse pequeno vocábulo está inserida a mais alta aspiração de todo ser humano. À medida que a humanidade se ilude com uma pseudo-evolução, na mesma medida se decepciona com um distanciamento proporcional do seu mais sublime alvo: a paz.
Na mesma medida que este assunto se reveste de simplicidade, utopicamente se torna em extremo complexo para a mente dos mais inteligentes homens. Em primeiro lugar por não ser assunto a ser tratado pela mente humana, por isso foge à percepção dos responsáveis pela condução do destino das gentes. A paz é um anseio do espírito do ser humano e que só pode ser satisfeito por vias espirituais.

Deixo-vos a paz a minha paz vou dou...”,

Disse Jesus Cristo há mais de dois mil anos, mas à vista da aparente insegurança atual, mais parece um sonho utópico ou uma deslavada presunção esta afirmativa.

“...não vo-la dou como o mundo a dá...”,

Prossegue afirmativo em sua continuidade o relato do Senhor. E aí está o segredo que não pode ser desvendado por processos humanos. Que não pode ser conquistado por inteligentes elaborações ou processos de segurança uma vez que tal assunto diverge da lógica humana. Os mais poderosos, inteligentes e importantes governantes nunca conseguirão estabelecer a paz, que é o anseio maior de todos os cidadãos.
A paz, por ser elemento da dimensão de vida espiritual, nunca será alcançada pelos padrões: políticos, filosóficos, religiosos ou outro qualquer. A paz é resultante do comportamento harmonioso do ser humano com o seu Criador, por isso Jesus Cristo, o único harmonizador credenciado pelo Seu pai pôde com autoridade afirmar:

“...a paz...não vo-la dou como o mundo a dá...”.

Quando todo ser humano aceitar as altas exigências do seu Criador e docilmente sujeitar-se a elas, automaticamente a paz virá, num piscar de olhos. Pois ela é resultado do perfeito relacionamento com o autor da vida e de todos elementos vitais. Deus, que “é um espírito” por vias espirituais, após entrarmos em sintonia perfeita com a sua dimensão de vida, nos proporciona: paz. E harmonizar-se, entrando em sintonia com o Criador é uma questão de atitude, de posicionamento diante da verdade absoluta da vida que foi incorporada no homem chamado Jesus.
Existe uma e uma única forma de alcançar-se a paz. E eu sou testemunha viva dessa afirmativa, pois vivo vinte e quatro horas por dia um intenso estado de paz, vivendo também intensamente nessa dimensão espiritual de vida por aceitar a harmonia concedida por JESUS.
Vistas pelo ângulo de visão do Criador do universo são totalmente insensatas as manifestações do tipo: passeatas, o uso de fitas brancas, balões de gás brancos, camisetas brancas, movimentos políticos, articulações de ong’s etc. Conseqüentemente, se assim a humanidade continuar, nunca, jamais alcançará a paz, ainda que seja seu maior anseio.



Resumos Relacionados


- O EspÍrito Santo. Vindo Como Um Ser Humano Dá O Golpe Final Contra O Pecado.

- O Que é Ter Paz?

- Potencialidade Lesiva

- O EspÍrito Santo. Um Homem Entre Os Homens Neste Terceiro Milênio.

- Morte. A Punição Exemplar Para Os Deicidas.



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia