BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Cacau
(Jorge Amado)

Publicidade
Corria o ano de 1933. Nesta época, os olhos e as letras de Jorge Amado, célebre romancista baiano, estavam voltados para as questões sociais. O escritor, então comunista convicto, desejava, por meio de suas obras, transmitir “honestamente”, como mesmo adjetivava, a realidade de diversos trabalhadores. Sempre com o real interesse de expor, com a crueza que fosse necessária, a situação de penúria da classe desafortunada nas mãos de patrões de generosidade hipócrita e de tirania a flor da pele.
Embora possua uma fluência agradável, típica de Jorge Amado, Cacau em nada faz lembrar a cadência deliciosa e irresponsável dos protagonistas de A morte e a morte de Quincas Berro D’água. Em Cacau, a intenção não é a de pura e simplesmente embrenhar-se no seio popular, escancarando seus trejeitos e cultura. Aqui, o autor deixa clara a sua preocupação em denunciar aos leigos – e, por tabela, fazer refletir os empregadores –, a ganância e a brutalidade impiedosa dos senhores latifundiários, plantadores de cacau.
Explorando bem ao estilo “coronelístico”, os seus trabalhadores, os barões do cacau faziam fortuna em território baiano, sempre às custas de nordestinos miseráveis, muitos dos quais, em fuga de sua terra natal pelos mais diversos motivos. Dentre esses infelizes, está um filho da decadente cidade de São Cristóvão, em Sergipe. Todos o chamavam pela alcunha de sergipano, apelido que faz referência ao seu estado de origem. Sergipano é o protagonista e narrador da história presente em Cacau. Em meio as suas lembranças, relata o trabalho duro nas plantações de cacau, as humilhações as quais era submetido e também o companheirismo entre os trabalhadores braçais da fazenda. Há, inclusive, uma passagem que faz o personagem refletir sobre um tema, que viria a compreender melhor posteriormente, quando translada-se para a progressista Rio de Janeiro: a consciência de classe.



Resumos Relacionados


- Escritor Jorge Amado - Vida E Obra

- São Jorge Dos Ilheus

- Jorge Amado, Com Cravo E Canela

- "varrendo Os Cacauais"

- Jorge Amado



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia