BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Sábado nr. 193
()

Publicidade
Crianças que vencem o cancro.Mário Chagas, director serviço pediatria do IPO de Lisboa, informa que os bons diagnósticos e os novos tratamentos são responsáveis pelo sucesso do combate ao cancro. Cerca de 50% dos cancros nas crianças são as leucemias agudas e os tumores do sistema nervoso central. Desenvolvem-se rapidamente mas os tratamentos são mais eficazes, a cura é em média de 70%. Cerca de 250 crianças, em Portugal, padecem de cancro.Ana Teixeira, IPO Lisboa, informa a necessidade de manterem consultas após cinco anos da cura. Os tratamentos podem trazer consequências graves. Margarida Cruz, directora da Acreditar, diz-nos o quanto é importante o papel do voluntário, na ajuda ás familias que muitas vezes são obrigadas a mudar de cidade, procurando os grandes centros, onde estão os hospitais. Divórcios em casais que não conseguem ultrapasar a dor em conjunto.Rosário Carvalho, educadora infantil, no IPO Lisboa, acredita que a melhor arma é o humor. Num espaço onde podem brincar, estudar, desenhar as crianças lutam contra o cancro. Kiko e Chotôra Xarope, palhaços, que animam as crianças. Importante o papel do voluntários, Carlos e Ana Pio, os doutores palhaços.Em 2003, Mariana com quase três anos, viajou dos Açores para Lisboa, padecia de anemia.Ao fim de nove meses na capital detectaram leucemia. Fez quimioterapia e radioterapia, ficou muito débil. Uma menina muito resistente... ultrapassando todos os obstaculos incluindo uma meningite. Apesar de vaidosa Mariana encarou bem o facto de perder o cabelo. Instalaram-se definitivamente em Lisboa. Importante é explicar a doença de forma simples e tentar brincar com as crianças. Em 2005 venceu o cancro. Marta com cinco anos foi operada para remover um cancro renal. Durante um ano fez quimioterapia e radioterapia no IPO do Porto. A luta contra o cancro faz dela uma menina adulta, agora com dez anos.João com dois anos diagnosticaram neuroblastoma. Com uma metástese no olho, o cancro espalhou-se pelos ossos. Tinha dificuldade em andar. Depois de um tratamento sem resultado aos três anos começou com a quimioterapia. Tornou-se um menino com uma maturidade rara para a sua idade, resistente á dor, com capacidade de concentração extraordinária. Ao fim de seis anos venceu a doença com a ajuda de Helmut Gadner, medico austríaco.Marta com doze anos venceu o cancro após um ano de luta, passados dois anos participa em ganha medalhas a correr, dedicando a Nuno Farinha, médico:"Eu corri e nós ganhamos. Esta medalha é nossa."



Resumos Relacionados


- Cancro é A Segunda Causa De Morte Em Portugal

- O Que Sabe E Nao Sabe Sobre O Cancro Da Mama

- Nicotina Prejudica Quimioterapia

- Como Muitos Tipos De Câncer Estão Lá?

- Bicarbonato De SÓdio Contra O Cancro



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia