BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Sabedoria Radical
(Wes ''Scoop'' Nisker)

Publicidade
Resumo do livro sabedoria radical

O Best-seller Sabedoria Radical já vendeu milhões de unidades por diversos motivos: o tema de que trata; a forma que foi escrito; seu conteúdo e a organização inovadora do conteúdo do texto. O livro é de fácil leitura e aborda a sabedoria radical como a mais especial das sabedorias. Ela é aquela que os gênios, os mestres budistas, Nasrudin, os grandes bobos, Jesus, Gandhi e muitos outros sábios tinham.
A sabedoria radical é algo de difícil transmissão, já que não tem conceitos claros ou amarrados em torno de dogmas ou premissas. Uma das principais características da sabedoria radical é a liberdade com a qual ela destrincha as coisas e as descobre. A arte dos embusteiros, a sabedoria radical, é dividida no livro entre a sabedoria radical ocidental e a sabedoria radical oriental.
Com uma série de frases de grandes pensadores da nossa cultura como essa, “No momento em que você desiste de compreender o que é a vida, está mais próximo de compreendê-la do que em qualquer outra ocasião” de Jane Wagner, o livro nos dá exemplos de flashes de sabedoria radical de alguns sábios ou até mesmo frases de verdadeiros e permanentes sábios radicais.
A sabedoria radical nasceu primordialmente do budismo e do taoísmo no oriente e no ocidente se assemelha à sabedoria dos existencialistas, dadaístas, evolucionistas. Um dos princípios da sabedoria radical é o de que os humanos não sabem pensar e de que a mente dita racional nada mais é do que um raciocínio amarrado a uma série de conceitos positivos e científicos que são muitas vezes inválidos e que rejeitam tudo o que não é científico.
Ao contrário do conhecimento positivo, a sabedoria radical utiliza outra forma de assimilação e abordagem. Algums chamam essa forma de intuição ou visão, que muitas vezes revela o saber que ultrapassa o entendimento. Os caminhos para a sabedoria radical, segundo o autor, passam pela prece, pela meditação, pela arte, poesia, natureza, narrativas e pelas canções despropositadas.
O autor nos indica o caminho para nos tornarmos sábios radicais renunciado da preocupação de entender o mundo. Porque ele não é entendível. O caminho de não lutarmos contra a corrente infinita das coisas supercomplexas é mais uma dica. Relaxar e gozar a vida da natureza sem preocupações de domínio ou aproveitamento são outros princípios que devem ser seguidos por aquele que pretende se tornar um sábio radical.
O livro traz uma visão muito interessante sobre diversas coisas e frases muito interessantes também. Mesmo para quem não pretende tornar-se um sábio radical o livro mostra-se como uma leitura obrigatória para aqueles que pretendem desenvolver uma visão pluralista perante a tantas questões e problemas do nosso dia-a-dia.
Alguns leitores mais atenciosos ou criteriosos na sua leitura podem ficar preocupados com algumas passagens do livro, que trazem erros conceituais, principalmente de física, fisiologia e biologia. Mas isso pode ser apenas um teste para os sábios radicais, que podem ignorar essas provocações e continuarem na leitura do livro, preocupando-se apenas em compreender e assimilar os bons conhecimentos que o livro traz e não preocupados em como críticos chatos observarem apenas os pequenos erros do livro e por eles, jogar-lhe na fogueira dos maus textos.
No geral o livro me pareceu muito bom para uma leitura rápida e descontraída além é claro, para uma boa dose de cultura e conhecimento. O livro é de tamanho pequeno, tem cerca de cento e oitenta páginas e é divididos em poucos capítulos. É de fácil leitura e pode causar interessantes mudanças no modo de pensar de alguns indivíduos. A tradução para o português foi feita Gilson César Cardoso de Sousa e o autor do livro é Wes “Scoop” Nisker.



Resumos Relacionados


- Proverbs

- Despertando O Buda Interior: Sabedoria Tibetana Para O Mundo Ocidental

- Despertando O Buda Interior: Sabedoria Tibetana Para O Mundo Ocidental

- O Princípio

- O Que é Filosofia?



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia