BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


História Da Educação
(Paulo Ghiraldelli Jr.)

Publicidade
A educação é uma arma, isto é, pode ser utilizada com

princípios de formar cidadãos capazes de analizar

cognitivamente as condições impostas pelos governantes,
ou

simplesmente criar indivíduos com idéias de rebanhos.
Estas

duas verdentes está classificada em princípio do
entusiasmo

e no otimismo pedagógico.

O princípio do entusiasmo pela educação, é visto
plenamente

no nosso cotidiano e está centrada nos cursos para
redução

do analfabetismo e nos cursos de ensino a distância,

ficando claro que o objetivo é simplesmente alcançar

números estátistico.

O otimismo pedagógico, busca centrar as suas idéias na

melhoria do ensino escolar em seus vários seguimentos,

visando a qualidade.

Nesse contexto, a educação tem sua historiografia
recheada

de conflitos, onde correntes pedagógicas surgem com

interesses particulares.

A Pedagogia Tradicional, está centrada nos interesses
da

Igreja. A Pedagogia Nova, centrada nos interesses
burgueses

e das classes médias, com objetivo de modernizar o
Estado.

A Pedagogia Libertária estava ligada a movimentos
sociais

interessadas na melhoria da população.

Mas, qualquer tendência Pedagogica que surgisse naquele

momento, fazia-se necessário quebrar o paradigma

educacional deixada pelo ensino religioso.

Sabemos que hoje, a Igreja ainda é uma Instituição com

poderes ilimitados. Mas, o principal problema está
centrada

na política educacional, que busca meios de manter
modelos

educacionais de outros países, que possuem condições

econômicas e culturais totalmente distintos com a nossa

realidade, causando dessa forma, uma lacuna entre a

educação ofertada para o ensino público e a ofertada
para o

ensino privado.




Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia